Rodolfo Nanni

por Neusa Barbosa

Chamar Rodolfo Nanni de "diretor bissexto" não revela toda a verdade. É fato que em sua carreira, esse diretor paulistano dirigiu apenas dois longas-metragens: o clássico O Saci (1953), a primeira adaptação da obra infantil de Monteiro Lobato e Cordélia, Cordélia (1971), co-produção da última fase da Vera Cruz, com Lilian Lemmertz.


Mas como revela neste livro-depoimento, Nanni tem uma ilustre carreira que começou ao estudar na França, na famosa Escola de Cinema IDHEC, prosseguiu em diversos curtas-metragens e documentários como Avenida Paulista, premiado pela Embrafilme, em 1977, e muitos projetos não realizados.


Conta também da criação de um dos primeiros cursos de cinema do Brasil, o da Fundação Armando Álvares Penteado, a FAAP.


Chamado de "uma lenda viva", pelo Ministro da Cultura Gilberto Gil, Nanni também é um grande contador de histórias do ambiente artístico da velha São Paulo, incluindo personalidades como o escultor Brecheret, seu primo, a pintora Anita Malfatti, sua professora e a cantora lírica Anna Maria Kieffer, sua esposa.


É parte da Coleção Aplauso da Imprensa Oficial do Estado, dentro do seu trabalho de resgate e preservação da nossa arte e cultura.




Leia!

o livro na íntegra

clique

Baixe!

o livro nos formatos:

PDF

txt

  • Seja o primeiro a comentar esse livro!