Aracy Balabanian

Tania Carvalho



Carioca, jornalista desde a década de 70, começou a trabalhar na revista Manchete. Em 1974 ganhou o prêmio Rondon de Jornalismo por uma reportagem realizada na Amazônia com jovens estudantes cariocas realizando trabalho voluntário na região. Nestes 30 anos de profissão passou por diversas publicações: Última Hora, Revista do Rock, Mais, Cláudia, Criativa, Desfile, sempre fazendo perfis de aritstas, sua maior especialidade, tendo entrevistado quase todos os ídolos da MPB, televisão e teatro ao longo deste tempo — Elis Regina, Tom Jobim, Fernanda Montenegro, Antônio Fagundes, entre mais de 300. Durante 14 anos trabalhou na Rede Globo, na Central de Comunicação, fazendo parte da equipe pioneira do Departamento de Divulgação, que criou uma publicação semanal, parâmetro para todas as outras posteriores. Em 2001, enveredou pelo país, a bordo de um monomotor, para refazer a rota dos pilotos do Correio Aéreo Nacional, o CAN, que nos anos 30 desbravaram o Brasil Central. Desta aventura, ao lado do pilotoe coordenador Isio Bacaleinick e do fotógrafo Lalo de Almeida nasceu o livro Nas Asas do Correio Aéreo, lançado no final de 2002.


 

  • 26-05-18 - Carla

    Minha atriz preferida! Fantástica! Já admirava o trabalho e agora, depois de ler a biografia, admiro ainda mais como pessoa!!! Recomendo muito a leitura! Aracy é uma grata surpresa!!! Amo muito!! Essa coleção não poderia ter um nome mais apropriado!!! (palmas)

  • 08-01-14 - Rosana Vendemiatti

    Nossa!Acho que à conheço dez de que nasci....praticamente! Eu ainda era um bebe e já ouvia meu pai falar dela, pois eles tem a mesma idade, meu pai é um ano mais novo que a minha linda Aracy!Se eu pudesse abraça-la um dia e dizer muito obrigado , por me fazer rir e chorar com ela muitas vezes! Ela é meu exemplo de mulher e como ser humano teve seus altos e baixos, mas sempre foi digna de respeito.\"Minha linda amo-te!Oro sempre por você, sempre...\"<3Adorei seu livro!Em algumas partes ri muito em outras chorei muito confesso....a vida continua, mas não gosto de pensar nela sem meu exemplo: \"Aracy Balabanian!\"

  • 07-09-11 - Cristiane Vaqueiro

    Sobre a atriz tenho muito a falar,desde a infância,ela vive conosco,ou seja nas nossas telinhas,e quando era criança meu pai levava nós para a rede Tupi para ver os artístas saírem,era tão legal,um segredo vou contar a vocês,fui convidadad para fazer o filme O Beijo da mulher aranha,com Hector Babenco,mas minha mãe não deixou,e tinha direiro a acompanhante,mas como ela é evangélica,achou ruim eu ir,que pena,ia faze uma ponta ,e era ir com o uniforme da Escola que eu estava estudando,ou seja fazer ponta de estudante,não sou boa em decorar texto,este que é o problema ,se tivesse cabeça para isto,eu embarcava nesta, desde pequena meu pai comprou um super 8 ,na ocasião e ficava filmando a filhinha,sempre gostei de câmera, fui criada assim,mas não deu,esqueci,conheço a prima da Aracy da praia o filho da prima ,chamava-se Robertinho,fui num aniversário na casa deles,faz anos,tinhas uns 10 anos,mais ou menos,que saudades desta época,uma grande atriz,parece que ela está vivendo ,não é artista como aqueles de teatro,que você ve o decoréba,ficam estagnados estranhos na hora de atuar,ela não,é simples a fala flui normalmente,é uma graça,o sorriso com aquelas covinhas,uma abraço a ela,e parabéns,que tudo que faz ,faz bem.